Envie agora seu recado!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias

Câncer, prevenção e diagnóstico foram temas de palestra em Santo Antônio no novembro azul
29 de novembro de 2019 às 14:00
Câncer, prevenção e diagnóstico foram temas de palestra em Santo Antônio no novembro azul
Homens e mulheres assistiram a palestra(Fotos: Alcides Machado)

Na tarde da última quinta-feira, dia 28, a Secretaria de Saúde de Santo Antônio das Missões realizou na Câmara de Vereadores uma palestra com o doutor Tiago Giordani Camícia, formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Especialista em Clínica Médica pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Oncologia Clínica pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), Fellowship em Terapias Inovadoras e Desenvolvimento de Novas Drogas pelo Instituto Europeu de Oncologia em Milão, Itália, responsável Técnico pelo Centro de Oncologia do Hospital Ivan Goulart em São Borja, membro da Sociedade Brasileira de Oncologia e Sociedade Europeia de Oncologia.

Com uma ótima participação de assistentes, entre eles homens e mulheres, o especialista não só falou do câncer de próstata, mas sim de todos os tipos de câncer, pois reforça o Dr Tiago que é preciso falar um pouco sobre tudo, na atualidade várias doenças e fatores estão relacionados a um tipo de câncer, que independente de campanhas é preciso falar e tratar.

Tiago ressalta que o fato de uma pessoa ter câncer não significa que vai morrer por causa disso, e que não existe tratamento que dê resultado, que seja apenas paliativo. Pois para cada tipo de câncer existe um tratamento específico, então podem existir pacientes nos quais o tratamento é exclusivamente cirúrgico, outros pacientes precisam de quimioterapia e radioterapia, em alguns casos necessitam de quimioterapia e cirurgia, no entanto, para definir o tratamento é preciso avaliar qual o tipo de câncer, localização, qual a extensão, localização e como será desenvolvido.

Durante a fala o Dr Tiago reforçou que o câncer de próstata é uma das doenças mais prevalentes no homem, mas não é aquela que mais mata, ressaltando a importância de lembrar que as vezes um exame, a exemplo do PSA alterado, não significa um diagnóstico concreto, não significa que a pessoa tenha câncer, é apenas uma suspeita, e aí está a importância dos exames para o diagnóstico precoce, pois a partir destes são feitos outros exames para diagnosticar definitivamente se é câncer ou não.

A secretária Arriete Pereira relatou para a reportagem que o momento é de felicidade pela grande participação da comunidade, fazendo um agradecimento a todos que reservaram um tempo da tarde para saber, conhecer, se prevenir e compartilhar as informações passadas na palestra, pois o objetivo do trabalho da pasta é trabalhar na prevenção, onde as chances de resolver qualquer problema relacionado à saúde são maiores. Após a palestra foi servido um coquetel para os presentes.


 

* A matéria completa na edição do Jornal Fronteira Missões deste sábado, dia 30.

Por Alcides Machado

Fonte: Grupo Fronteira Missões