Envie agora seu recado!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias

Comando Ambiental da Brigada Militar divulga ocorrências do 1º semestre de agosto
12 de agosto de 2017 às 09:46
Comando Ambiental da Brigada Militar divulga ocorrências do 1º semestre de agosto
A maioria dos atendimentos foram em casos de queimadas (Foto: Divulgação | Comando Ambiental da Brigada Militar)

Durante o mês de agosto a guarnição do Comando Ambiental da Brigada Militar realizou inúmeros atendimentos e vistorias. De acordo com o relatório divulgado, além dos crimes abaixo especificados foram feitas seis vistorias em São Luiz Gonzaga, duas em Roque Gonzales, uma em Porto Xavier, três em Cerro Largo, uma no Rolador, duas em São Pedro do Butiá e seis em Operação embarcada Rio.

Confira abaixo alguns crimes atendidos:
 
- ESPECIFICAÇÃO DO CRIME: Contra flora
No primeiro dia de agosto, na Linha Butiá, interior de São Pedro do Butiá, através de denúncia, foi constatado em propriedade Rural, a supressão vegetal em 0,30ha sem licença. Foi encaminhado relatório ambiental ao Ministério Público de Cerro Largo.
 
No mesmo dia, na localidade de Arroio Palmeira, zona rural de Roque Gonzales, em atendimento a denúncia de crime contra flora foi realizada vistoria na propriedade rural, onde se constataram danos à flora nativa sem licenciamento ambiental, sendo observado a supressão de vegetação nativa de estágio inicial e médio, com área degradada de 96,80 metros quadrados, foi encaminhado relatório ambiental ao Fórum de Cerro Largo.
 
ESPECIFICAÇÃO DO CRIME: Queimada
Em 7 de agosto, na Linha Rondinha, interior de Mato Queimado, foi constatado queimada de área agropastoril de 0,5 ha em propriedade rural. Posteriormente foi encaminhado relatório ambiental ao Ministério Publico de São Luiz Gonzaga.
 
No dia 9, no interior de Itacurubi, foi constatado o uso irregular do fogo, atingindo vegetação herbácea e arbórea nativa, em uma área rural. Encaminhado relatório ambiental ao Ministério Público de Santiago.
 
Seguido, na Linha Paraíso, interior de Itacurubi, foi constatado o uso irregular do fogo em aproximados 18ha, na propriedade rural o qual proprietário já havia efetuado o registro da ocorrência na DP.
 
Ainda no dia 9, na Estância Velha, interior de Itacurubi, foi flagrado proprietário, ateando fogo em campo nativo, o qual consumiu 11 hectares de vegetação, sendo assim, foi encaminhado relatório ambiental ao Fórum de Santiago. Bem como, na Linha Paraíso, interior de Itacurubi, constatou-se a queima de campo nativo do bioma pampa atingindo 22 hectares na propriedade Rural. Comando encaminhou relatório ambiental ao Ministério Público de Santiago.
 
No dia 10, na Linha Saltinho, interior de Roque Gonzales, foi realizada vistoria na propriedade rural, onde se constatou queimada de área agropastoril atingindo área de 7,8 hectares.
Área possuía vegetação: aroeira, pitangueira e herbácea, e com isto foi encaminhado relatório ambiental ao Ministério Publico de Cerro Largo.
 
Também no dia 10, no Limoeiro, interior de são Luiz Gonzaga, foi flagrado proprietário ateando fogo em vegetação herbácea, o fogo consumiu uma área de 0,5ha. Após flagrante foi encaminhado relatório ambiental ao Fórum de São Luiz Gonzaga.
 
No dia 11, na Avenida Senador Pinheiro Machado, Bairro Centenário, São Luiz Gonzaga, em atendimento de denúncia de uso irregular de fogo no Parque de Exposições, foi realizado deslocamento ao local para averiguar a veracidade da denúncia, sendo que ao vistoriar o local foi flagrado o cidadão, ateando fogo em vegetação herbácea, fora de APP. Posteriormente foi encaminhado relatório ambiental ao Fórum de São Luiz Gonzaga.
 

Fotos vinculadas

Fonte: Comando Ambiental da Brigada Militar