Saúde
Pronto Atendimento de Santo Antônio das Missões mudará de local
13/01/2022 15:36
Foto: Jéssica Ourique

Felisberto Ferreira, prefeito de Santo Antônio das Missões e Lauro Boccacio, secretário da Saúde estiveram participando de entrevista no programa Conversa Aberta da Rádio Fronteira Missões falando sobre a mudança de local do Pronto Atendimento - PA que ocorrerá nos próximos dias, com o objetivo de melhorar o atendimento para a comunidade.

Lauro comentou que quando assumiu o cargo se deparou com um quadro terrível nas condições de trabalho no Pronto Atendimento, por ser um prédio totalmente mofado, não tem a mínima estrutura na parte elétrica, existem paredes sem pinturas e sem rebocos, não tendo como manter uma barreira sanitária para atender a comunidade.

O secretário disse que até o momento os atendimentos são feitos no local, porque não tinham outra opção de prédio, porque além da má condição do prédio, existe outro problema, que é privado, não sendo do município, não se pode fazer altos investimentos, então a partir disso iniciou-se o processo de busca por outros prédios em melhores condições para abrigar provisoriamente o PA, e foi então, que surgiu a possibilidade do prédio da Casa Familiar Rural, que tem ótimo acabamento, tem possibilidades de aumentar e investir para trazer mais qualificação no atendimento a comunidade.

Lauro pontuou que muitas pessoas irão pensar que vai ficar longe, não negou, disse que vai ficar um pouco mais longe para o acesso e que a mudança de local vai deixar algumas pessoas desconfortáveis, porém, para melhorar o atendimento é necessário melhorar as condições de trabalho e abrir possibilidade de investimentos.

Felisberto explicou que havia um contrato com o locador, vinha sendo renovado e foi reduzido o período, já em consequência das obras no novo prédio, para que a partir do dia 31 de janeiro, seja feita a mudança e o atendimento passe a ser no novo local.

O prefeito detalhou que essa ideia surgiu na gestão da ex-secretária Ariete Pereira e desde então vinham sendo discutido o tema e buscando recursos financeiros, já que na época, ainda não tinham o valor necessário para adequar o espaço, para viabilizar a mudança e alcançar o objetivo de melhorar as condições de trabalhos para os profissionais da área e o atendimento dos pacientes. Portanto, conseguiram viabilizar a readequação do espaço com recursos próprios e agora já estão na fase final das obras e a expectativa que nos próximos dias já sejam realizados os atendimentos no novo local, no acesso a cidade.

Questionados sobre como será feito o atendimento para as pessoas que são mais carentes e que não tem como ir até o novo local, Lauro explicou que num primeiro momento, seriam os ESF, o local de atendimento, especialmente, para os pacientes dos bairros, num segundo momento, tem o Samu que em caso de urgência e emergência, deve ser acionado, mas supondo que é um caso de atendimento de noite, que não tenha disponível nenhuma destas possibilidades, estão estudando colocar um veículos para levar os pacientes, porém não é concreto ainda.

Sobre adaptações de estrutura e algumas necessidades, Lauro explicou que esse é o grande motivo da mudança, e ainda comentou que neste primeiro momento, será mudado de local o PA e o Samu, até porque com o novo local, para se deslocar para os hospitais se ganha cerca de 5 minutos, enquanto a Unidade Básica de Saúde e a Ala Covid seguirão no prédio atual.

Possivelmente, também será levado o ESF 3 Rural para o novo prédio (hoje o ESF 3 está localizado no Ponto Central), porque entrarão em um programa federal de Farmácia e precisaram fazer algumas adequações de espaço, porque a partir de agora estarão fazendo o acompanhamento dos pacientes que tomam remédio controlado, inclusive estarão recebendo verba federal para este investimento e verba mensal para manter a acompanhamento. O secretário também esclareceu que estão buscando um pediatra para atender no Posto Central e estudam possibilidade de dispor de outras especialidades.

Felisberto relatou que até o momento o aluguel custava cerca de R$ 6.200,00, ainda ficará R$ 1.200,00, mas com essa economia poderão fazer investimentos nos outros setores da saúde, além de que, já tiveram uma primeira conversa com o Hospital Ivan Goulart de São Borja e seguirão discutindo as possibilidades de parcerias.

O prefeito e o secretário apontaram que têm uma linha de gestão a seguirão ela e que compreendem que algumas pessoas não gostarão desta mudança, porém, a visão é de melhoria e de futuro.

Lauro também citou alguns diferenciais do PA novo, por exemplo, sala de nebulização, sala de de eletro e triagem eficiente, além de quem, o imóvel pertence ao município e pode receber investimentos, tem espaço para ampliação tanto em prédio, quanto aos serviços oferecidos (por exemplo, raio X, ultrassom), a construção é recente e tem baixo custo de manutenção, é de fácil acesso para o interior e hospitais de referência e é localizado na área natural do município.

Ainda foram colocadas questões de atendimentos, principalmente, aspectos de demora de atendimento de plantão médico, Lauro explicou que foram instalados relógios de ponto eletrônico, uma conversa já foi feita para melhorar o atendimento e ainda voltarão a falar sobre isso com a equipe, assim como, estarão tendo uma atenção de horários.

 

Autor: Jéssica Ourique

Fonte: Rádio Fronteira Missões

Mais notícias - Saúde